A SARÇA ARDENTE E A VIDA ADULTA – PARTE 3 Colunista Portal: Ronival Gonçalves

A SARÇA ARDENTE E A VIDA ADULTA – PARTE 3 Colunista Portal: Ronival Gonçalves

Nessa terceira parte, iremos ver o aspecto mais importante e sublime, com relação ao episódio da sarça ardente. Já sabemos que todos teremos que passar por sofrimento, na vida, e que tal sofrimento deve servir de estímulo para crescermos e alcançarmos maturidade em nossa experiência como adultos. Dessa forma, sobreviveremos aos diversos traumas e às muitas dificuldades que a existência nos traz e, ainda, poderemos alcançar longevidade, vida longa e com qualidade. Isso, porém, apenas será possível se percebermos a terceira e fundamental lição do fato que vimos analisando: a sarça ardendo, sem se consumir, no monte Sinai. Passemos, então, leitor(a), a considerar essa terceira lição.

LIÇÃO 3: A PRESENÇA DO ANJO JUNTO À SARÇA

Moisés estava assombrado com o fato de a sarça arder, sem se consumir. Movido pela curiosidade, foi se aproximando do arbusto. Então, uma voz bradou, solene e impressivamente: “Moisés! Moisés!”. O homem recuou, aterrorizado, e respondeu: “Eis-me aqui!” Êx 3:4. Então, a voz continuou: “Não te chegues para cá; tira as sandálias dos pés, porque o lugar em que estás é terra santa” (Êx. 3:5). Moisés, reverente, entendeu o que causava aquela situação incomum, no deserto do Sinai: a presença do Anjo do Senhor! Era o próprio Jesus Cristo Quem estava junto à sarça; fazendo-a arder, com Sua santa presença, por um lado, e mantendo-a viva, por Seu Poder, por outro. O impressionado pastor entendeu, rapidamente, o que Deus estava querendo lhe ensinar! E cabe a nós, também, leitor(a), entender o segredo que se esconde por trás dessa descoberta de Moisés. Moisés chegou ao Sinai cheio de inquietações, de medos, de dúvidas, enfim. E saiu dali conquistado pelo Amor de Deus e capacitado para conquistar. E o que proporcionou essa reviravolta em sua vida? A presença do Anjo junto à sarça!

Todos temos desenvolvido a ideia de que somos capazes, por nós mesmos, de alcançar os nossos sonhos, de realizar as nossas expectativas de vida. Mas quantos de nós somos, igualmente, postos, ainda muito cedo, diante de obstáculos intransponíveis, que ameaçam paralisar nossa esperança e pôr um fim à nossa egoística carreira! E a autossuficiência cede lugar ao sentimento de frustração, de fracasso, de desapontamento e, o que é pior, de impotência! E muitos, acabam dando vazas ao desespero, chegando ao ponto de dar fim à sua própria existência! Ah, se lembrassem, por um momento, dAquele que planejou os seus dias! Daquele que os criou para serem completos nEle, felizes em Seu cuidado e Amor! Então, veriam o “Anjo do Senhor” junto à “sarça”! Ver o “Anjo do Senhor” junto à “sarça” é ter uma completa intuição da presença de Deus, da Sua proximidade e do Seu desejo de participar da nossa vida. De fazer, por nós, tudo aquilo que somos impotentes para realizar.

O salmista reconhece isso, quando diz: “O que a mim me concerne, o Senhor levará a bom termo” (Sl 138:8). Bendita segurança! Deus é sábio demais para errar! E bom demais para sonegar qualquer coisa que seja importante para um filho Seu! Não irá permitir que sofrimentos desnecessários sobrevenham àqueles que confiam em Sua Sabedoria e Justiça! E seja qual for a circunstância que atinja um filho querido, este estará sob o Seu onipotente, onipresente e onisciente cuidado. Há um poema, cujo autor é desconhecido, que descreve, com sublime inspiração, a maneira como Deus quer agir em relação a você e a mim, querido(a) leitor(a). Leia e reflita!

A VONTADE DE DEUS

A Vontade de Deus nunca irá levá-lo

Aonde a Graça de Deus não possa guardá-lo,

Aonde os braços de Deus não possam sustentá-lo,

Aonde as riquezas de Deus

Não possam suprir suas necessidades,

Aonde o Poder de Deus não possa capacitá-lo.

A Vontade de Deus nunca irá levá-lo

Aonde o Espírito de Deus

Não possa operar por seu intermédio,

Aonde a Sabedoria de Deus não possa ensiná-lo,

Aonde o Exército de Deus não possa protegê-lo,

Aonde as Mãos de Deus não possam moldá-lo.

A Vontade de Deus nunca irá levá-lo

Aonde o Amor de Deus não possa envolvê-lo,

Aonde as misericórdias de Deus não possam animá-lo.

Aonde a Paz de Deus não possa acalmar seus temores,

Aonde a Autoridade de Deus não possa dominá-lo.

A Vontade de Deus nunca irá levá-lo

Aonde o Consolo de Deus

Não possa secar suas lágrimas,

Aonde a Palavra de Deus não possa alimentá-lo,

Aonde os milagres de Deus

Não possam ser operados em você,

Aonde a Onipresença de Deus não possa encontrá-lo!

Preste atenção na última frase, leitor(a)! Não importa onde você esteja! Deus vai estar junto a você! Exatamente como o Seu Anjo, o próprio Cristo Jesus, esteve junto à sarça! Tal intuição do Amor e do cuidado de Deus é imprescindível em todos os momentos da vida do homem. Porém, dada a sua complexidade e as expectativas a serem correspondidas, é na idade adulta que ela se faz indispensável.

Somente o indivíduo que tem consciência de sua origem, que sabe por que está neste mundo e conhece o seu destino, é capaz de enfrentar os desafios e riscos da vida, de forma sábia e vencedora. Aqueles que se dizem frutos do acaso, de experiências evolucionistas, cedo ou tarde, ver-se-ão frente a frente com tremendas inquietações, com problemas insolúveis e mortificantes. Não terão condições de enfrentar o desconhecido que a vida adulta significa. Serão manipulados pelas circunstâncias adversas e para os objetivos de homens guiados pelos ideais sinistros de Satanás. Sobram exemplos, na sociedade atual, que confirmam tais afirmações. Homens e mulheres têm se deixado contaminar pelos arrazoados de indivíduos mancomunados com o Mal, e o sofrimento se torna o saldo final dessas vidas destruídas.

O homem precisa se conscientizar que apenas Deus conhece os segredos e o caminho para uma vida venturosa, feliz, realizada. Precisa voltar a considerar os planos de Deus para sua existência. Principalmente, ao se aproximar da idade adulta. Uma idade repleta de perigos, de riscos, sim. Mas igualmente plena de promessas, de oportunidades. Uma idade que pode representar o fracasso de todos os sonhos e investimentos feitos anteriormente! Mas que também pode ser a coroação total, a concretização das mais caras expectativas do ser humano! O que pode fazer a diferença? A presença de Jesus junto ao homem! O deixar, este, que Aquele seja o Guia e Companheiro de todos os seus momentos! Eis o segredo para uma vida vitoriosa e plena!

Dessa forma, terminamos nossas considerações sobre a terceira lição extraída do episódio da sarça ardente. Na quarta e última, leitor(a), ficaremos sabendo qual o objetivo do nosso sofrimento, para com a humanidade. Obrigado pela sua consideração e apreço! Até mais!

Ronival Gonçalves

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*