Coronavírus tem Monitoramento por Equipe de Multiprofissionais com Plano de Contingência em Sangão

Coronavírus tem Monitoramento por Equipe de Multiprofissionais com Plano de Contingência em Sangão

Na noite de hoje segunda-feira (16/03), a secretaria de saúde de Sangão, através da vigilância epidemiológica da cidade esteve participando da sessão da câmara municipal de vereadores aonde foi informado através da secretária de saúde Cheila Leonel Cascaes esclareceu que não há nenhum caso na cidade e também nenhuma suspeita.

Logo após a palavra foi passada para a Enfermeira da vigilância epidemiológica de Sangão Karina Serafim e também para a técnica Idene Simon que explicaram do que se trata o coronavirus para os vereadores e também aos presentes. A vigilância epidemiológica municipal esclarece que não há registro de casos suspeitos de coronavírus em Sangão. Mesmo assim estruturou um grupo que é composto por equipe multiprofissional, com finalidade de definir e monitorar ações de vigilância epidemiológica, assistência e comunicação.

O município montou um plano de contingência com definição de ações em vigilância epidemiológica, como protocolos de critérios para casos suspeitos, orientação dos profissionais de saúde para lidar com possíveis casos e monitorá-los. Nesse período, deverão ser utilizadas as mesmas precauções usadas em anos anteriores para os casos da gripe H1N1.

A responsável pela vigilância epidemiológica municipal esclarece que, seguindo os protocolos do Ministério da Saúde, são consideradas suspeitas de contaminação por coronavírus pessoas que apresentem febre e tosse ou dificuldade de respirar e que tenham histórico de viagem nos últimos 14 dias para regiões suspeitas, ou entraram em contato com pessoas suspeitas também nos últimos 14 dias. Dessa forma não é qualquer sintoma de gripe ou de problema respiratório que é considerado caso suspeito de coronavírus.

Ficou alertado ainda que se alguma pessoa se enquadrar no perfil de caso suspeito, deve procurar o serviço de saúde e passar as informações necessárias para que o profissional possa enquadrá-la ou não, como caso suspeito da doença. Orienta ainda aos profissionais de saúde para que, no surgimento de algum caso com essas definições comuniquem de imediato a Vigilância Epidemiológica, para que as providências necessárias sejam tomadas.

ALERTA

São consideradas suspeitas de contaminação por coronavírus pessoas que:

– Apresentem febre, tosse ou dificuldade de respirar e;

– História de viagem com transmissão local nos últimos 14 dias ou;

– Entraram em contato com casos também suspeitos nos últimos 14 dias.

Amanhã terça-feira (17/03), pela manhã será realizada uma reunião juntamente com a secretaria de saúde, vigilância epidemiológica, secretaria de educação e também com o prefeito municipal para saber quais serão os próximos passos para serem seguidos para manter o plano de contingência e também definir ações para frear a disseminação da doença.

Fonte: Assessoria de Imprensa PMS

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*