Treze de Maio no Combate ao Aedes aegypti

Treze de Maio no Combate ao Aedes aegypti

Neste período de calor, muitas vezes as pessoas esquecem que é justamente nesta época a maior chance do mosquito Aedes aegypti se ploriferar, devido inclusive às chuvas que, ao ficar empossada em latas e garrafas vazias, pneus, calhas, caixas d’água descobertas, pratos sob vasos de plantas ou qualquer outro objeto que possa armazenar água da chuva, tornam-se um criadouro ideal para o mosquito que transmite a Dengue, Zika e Chikungunya.

Esta situação de entulhos que acumulam água tem cada vez mais deslocando o mosquito para perto do município de Treze de Maio, De acordo com a Agente da Dengue de Treze de Maio, Morgana Machado Burato. “Nossa maior preocupação é não deixar o mosquito entrar no município, sendo que várias ações estão sendo tomadas para isso”, enfatizou.

Morgana está realizando um trabalho focado principalmente em floriculturas, borracharias, loja de materiais de construção e até mesmo nas casas para conscientizar os moradores sobre a importância de sempre cuidarem de suas lojas e casas para que não haja acúmulo de água que possa se transformar em um criadouro. Também, segundo ela, existem várias armadilhas espalhadas em todo território municipal e que são vistoriadas periodicamente, mas que, se o município quiser realmente ficar livre do mosquito, todos devem ajudar. E caso apresente sintomas de dengue, febre de chikungunya ou vírus da zika procure imediatamente uma unidade de saúde para o atendimento.

Fonte: Assessoria de Imprensa PMTM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*