Colunista Paiva Netto: A Virtude da Paciência

Colunista Paiva Netto: A Virtude da Paciência

A respeito do fundamental exercício da paciência na vida dos seres humanos, transcrevo a página “O mais difícil”, de autoria do Espírito Hilário Silva, no capítulo 10 do livro A vida escreve. Reproduzo aqui o texto da forma que o saudoso fundador da Legião da Boa Vontade, o Irmão Alziro Zarur (1914-1979), magistralmente a interpretava durante suas pregações da Hora do Ângelus, na Mensagem da Ave, Maria!

“Diante das águas calmas, Jesus refletia.

Afastara-se da multidão, alguns momentos antes.

Ouviu remoques e sarcasmos.

Viu chagas e aflições.

E o Mestre pensava…

Tadeu Tiago, o moço, João e Bartolomeu se aproximaram. Não era aquele um momento raro? E ensaiaram perguntas.

— Senhor — disse João —, qual é o mais importante aviso da Lei de Moisés na vida dos homens?

E o Divino Amigo passou a responder:

— Amemos a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos. Mas o meu Mandamento é: Amai-vos como Eu vos amo.

— E qual é a virtude mais preciosa? — indagou Tadeu.

— É a humildade.

Então, Tiago perguntou:

— E qual o talento mais nobre, Senhor?

Jesus respondeu:

— O trabalho.

— E a norma de triunfo mais elevada, Senhor? — perguntou Bartolomeu.

— A persistência no Bem.

— Mestre, qual é, para nós todos, o mais alto dever?

— Amar a todos, a todos servir sem distinção.

— Mas, Senhor — respondeu Tadeu —, isso é quase impossível!

E clamou Tiago:

— A maldade é atributo geral. Eu faço o Bem quanto posso, mas apenas recolho espinhos de ingratidão.

— Vejo homens bons sofrendo calúnias por toda a parte.

— Tenho encontrado mãos criminosas toda vez que estendo as mãos para ajudar.

E todos desfilaram as suas mágoas diante do Mestre silencioso.

Então, o Discípulo Amado voltou a interrogar:

— Jesus, o que é mais difícil? Qual é a aquisição, realmente, mais difícil de todas?

Jesus declarou:

— A resposta está aqui mesmo em vossas lamentações. O mais difícil é ajudar em silêncio, é amar sem crítica, dar sem pedir, entender sem reclamar… A aquisição mais difícil para nós todos chama-se paciência”.

 A Dor é a libertação da Alma

Tanta gente padece na existência terrena. Mas poderá usufruir o benefício de várias encarnações enquanto for necessário esse medicamento para a sua Alma em evolução. Depois receberá a recompensa eterna da consciência tranquila pelo dever bem cumprido.

Não adianta fugir à Dor. O segredo para evitá-la é não a provocar. De que maneira?! Respeitando a Lei Divina. Por isso, é necessário conhecê-la bem. Trata-se de um estudo empolgante e infinito.

Ovídio (43 a.C.-17 ou 18 d.C.) compreendeu a lição do sofrimento: “Suporta e persevera, que essa dor acabará por te ser de grande proveito”.

Como tem sido ao Supremo Político, Jesus, que, em Seu Sermão da Montanha (Evangelho, segundo Mateus, 5:5), nos convida:

Bem-aventurados os pacientes, porque eles herdarão a Terra.

José de Paiva Netto ― Jornalista, radialista e escritor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*