Mais de 300 tratores participam de procissão motorizada na 14ª Festa do Agricultor e de São Cristóvão

Mais de 300 tratores participam de procissão motorizada na 14ª Festa do Agricultor e de São Cristóvão

Centenas de tratores lotaram as Avenidas dos Imigrantes e Sete de Setembro, no centro de Treze de Maio, neste último sábado, dia 23. Após dois anos com atividades restritas por causa da pandemia de Covid-19, o município retomou um de seus maiores eventos: a 56ª Festa de São Cristóvão e 14ª Festa do Agricultor.     Segundo os organizadores, a procissão motorizada deste ano foi uma das maiores dos últimos tempos com mais de 300 tratores participantes. O evento, promovido pela Paróquia São José em parceria com a prefeitura, atraiu grande público desde sexta-feira, dia 22.     No sábado, após a procissão motorizada que contou com tratores de várias comunidades e municípios vizinhos, agricultores, moradores e visitantes participaram da missa, seguida do almoço organizado pelos voluntários da paróquia.     O público também se divertiu ao prestigiar o arrancadão ao lado do salão paroquial. A atração começou com a tradicional corrida de carrinho de mão. Homens e mulheres se dividiram em duplas para a disputa na pista. Tratores de diferentes trações também animaram a torcida com a corrida.     No Centro de Convivência Pedrinho Silvestro Marcon, mais de dez expositores da agricultura familiar e artesanato, apresentaram seus produtos. Barracas com gastronomia, brinquedos e exposição de implementos agrícolas também fazem parte da programação local.     A festa prosseguiu no domingo, dia 24, com procissão motorizada com bênção de carros e caminhões, missa e almoço festivo. Também ocorreu o arrancadão de carros, fuscas e gaiolas. À tarde, a programação continuou com sorteio do bingo e tarde dançante com a banda JM Show. A festa encerra na segunda, dia 25, com o Baile da Saudade e shows com as bandas Primeira Dama e Portal Gaúcho.     De acordo com o secretário de Agricultura, Nazareno Fernandes, mais de 600 famílias trabalham no setor agrícola do município e movimentam 51% da economia local. Os trabalhadores estavam ansiosos pela retomada do evento festivo na cidade. “Foram dois anos sem essa festa que é tradição no nosso município. Os agricultores estavam ansiosos pela retomada”, diz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*